domingo, 7 de setembro de 2008

O DIREITO-TORTO


Um homeopatha sou,
Tenho essa satisfação!
Se me chamam logo vou
Co'esta botica na mão!

Oh!que grande descoberta,
Pasmosa de raridade!
Co'ella toda a gente acerta
A curar a humanidade!

E tambem a enriquecer
Sem as aulas ter cursado!
Basta n'um guia mexer,
Está-se logo formado!

E formado duplamente
Em pharmacia e medicina!
Quem quizer que exp'rimente,
De seu terá uma mina!

Medico de fresca data,
Basta n'um guia mexer,
Eil-o tambem homeopatha,
E homeopatha a valer!

E nenhum tempo é preciso
Para se obter clientella:
Nos labios basta um sorriso,
E a taboleta á janella!

E se algum doente estica,
Ninguem n'isso inda pensou:
Com consultorio e botica,
Um homeopatha eu sou!

De Gaudêncio Carneiro,Lisboa,1878

4 comentários:

♣♣ Luis ♣♣ disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Que grande gozação, a de Gaudêncio Carneiro, relativamente à homeopatia, então recentemente descoberta!

mc

vero disse...

Gosto sempre de vir "aqui" e ler algo que desconheço... gosto de saber, de conhecer, de descobrir poetas que me são quse desconhecidos mas que terei, se Deus quiser a vida para "descobri-los"... Uma vez mais obrigada pela partilha meu amigo


Beijinhos

aminhapele disse...

Vero:
Vai "descobrir" de certeza.
Assim que tiver o seu livro,também publicarei os seus poemas.São bem lindos.
Um abraço.