sexta-feira, 16 de outubro de 2009

ODE DE AMOR À FLORIANÓPOLIS


Bendita seja a trilha dos Naufragados,
Bendito seja o bar do Arantes,seus bilhetinhos,sua culinária e energia,
Bendita seja a Costa da Lagoa e o por do sol visto do Restaurante do Jajá,
Bendita a Barra da Lagoa na prainha,
Bendito TAMAR na Barra da Lagoa,
Bendita praia do Matadeiro e o ecológico bar do Marcão,
Bendito Spinoza no mercado,à tardinha,para ver os manezinhos pós-expediente e fazer novos amigos,
Bendito cineminha em qualquer sala Cinemark do Shopping Floripa,
Bendito seja o passeio no Ribeirão da Ilha,
Bendito centrão e a figueira da praça XV e o calçadão ao entardecer,
Bendita feirinha dominical na Lagoa e seus produtos naturebas,
Bendita UFSC e as universidades particulares,onde se pode conhecer gente de todo o Brasil e do mundo inteiro,
Bendito fato de poder subir à serra,ir a Lages e curtir a neve e o povo hospitaleiro,
Benditas massagens,sauna e águas termais públicas de Santo Amaro da Imperatriz,
Bendita e linda Guarda e seu mirante na última pousada,
Bendita praia da Rosa para ver as baleias,
Bendita praia Brava e sua angelitude fora da temporada,
Bendita trilha da Galheta,
Bendita ciclovia na avenida Beira-mar e as lindas gurias de byke,
Benditas exposições e cafezinho no Angeloni,
Bendita lojinha do presídio com suas redes artesanais feitas de madeira,
Bendita Casa Ecológica da UFSC,
Bendito shopizinho da Trindade e o bar da praça à tardinha,
Bendito o Kobrasol e o divino camarão à milanesa do Bocas,
Bendito seja o Morro das Pedras e o botequinho à beiramar,
Bendito "El Mexicano" para dançar e "John Bull" e seus shows maravilhosos,
Bendito casario e casa de artesanato ao lago da igreja em Santo António de Lisboa,assim como todos os artistas de Floripa e o seu imperdível café,
Bendita beleza de Sambaqui,
Bendita quietude da Cachoeira do Bom Jesus,
Bendita peixaria do Negrão,nos Ingleses,
Bendita abundância de comida no restaurante Terezas,em Canasvieiras,
Bendita beleza das imensas rochas na Armação,
Benditas dunas gigantes da Joaquina,
Bendito povo nativo que me acolheu com carinho,
Bendito seja Deus que me permitiu morar aqui,a dez metros do mar,nesta bela e Santa Catarina.
Amém.
Poema e fotografia de James Pizarro



4 comentários:

JAMES PIZARRO disse...

Comovido, emocionado, agradeço a tua generosidade.
Abraço fraterno

James Pizarro

caminha, caminhando, poetando... disse...

Como manézinho, desta encantadora terrinha, onde nossos patrícios fincaram pés, cultura e bandeiras, só posso agradecer a manifestação deste neo-mané gautcho de quatro costados, além de pedir aos céus que o mantenha sempre por aqui.

Parabenizo, também, o Blog pela publicação.

Que Deus te abençoe James,

Grande Abraço,

Caminha

Anônimo disse...

Linda homenagem à Florianópolis da beleza natural e das gurias bonitas, dos homens bronzeados e das águas do mar, azuis e calmas.
Um beijo, James.
Tania Velázquez

Luiz disse...

O Prof. James Pizarro foi e continua sendo meu professor. Ele é um homem que se preocupa e ama nossa ilha de Florianópolis e o planeta Terra como ninguém. Este poema é o mais puro sentimento de amor às coisas.

Luiz Martins, músico, arquivista da Universidade Federal de Santa Catarina e fã de James Pizarro